Siga-nos nas Redes Sociais

Variedades

5 provas de que Homem de Aço é um excelente filme de super-herói

Homem de Aço estreou nos cinemas há quatro anos. O filme não apenas teve a responsabilidade de iniciar o Universo Estendido DC (DCU), como também dar um novo início a Superman nas telonas. O diretor Zack Snyder foi um dos responsáveis pela readaptação do herói para o grande público, afinal, Superman Returns – seu antecessor, havia fracassado na missão. Acontece que, para muitos fãs fervorosos, o cineasta também falhou ao dar uma nova vida ao kriptoniano, pois sua representação foi sombria, imatura e violenta.

No entanto, para cada pessoa que odeia Homem de Aço, existe outra que o defende. Por isso, é seguro dizer que, certamente, esta (e sua sequência) é a produção do DCU que mais divide opiniões. Para tentar mostrar que o filme de Zack Snyder não merece tantas críticas pesadas que recebe por ai, selecionamos alguns motivos pelos quais Homem de Aço é, na verdade, um ótimo filme.

1 – Amplia a metáfora do Superman

A melhor coisa que Homem de Aço faz (especialmente no início do filme) é expandir a metáfora do Superman ao incluir personagens e situações nunca antes explorados em longas metragens. Por exemplo, o primeiro ato do filme é dedicado em mostrar um pouco da atmosfera de Krypton, o planeta natal do herói, enquanto o começo do segundo explora sua infância e dificuldade em se adaptar aos seus poderes. No meio de expandir a relevância de Superman, o filme nunca se perde no tópico temático original dos quadrinhos do herói e dos icônicos filmes de Richard Donner, que se resume em retratar as experiências de pessoas marginalizadas.

Homem de Aço explora a ideia de estar preso em uma cidade pequena, a qual abafa todo seu potencial e o fato de precisar ter de se recuar e manter a paciência até encontrar seu lugar certo. Tudo isso são elementos essenciais da mitologia do Superman, mas que pode muito bem ser redirecionada a qualquer adolescente no mundo. O longa expande de forma diversificada os temas por trás da simbologia de Superman como nunca antes.

2 – Se apoia no mito

A história de origem de Superman é um dos mitos modernos mais famosos e icônicos que circulam pelo mundo, tanto que chegou a ultrapassar o meio nerd. Acontece que o personagem está beirando os oitenta anos de existência e muitas mudanças sociais ocorreram desde então. Se manter preso em uma época que não existe mais nem faz tanto sentido como os fãs mais fervorosos tendem a crer. Ou seja, uma atualização pode não ser tão ruim assim.

A noção do “Superman clássico” está um tanto quanto gasta e isso fica evidente quando, em 2006, a Warner Bros. e Bryan Singer tentaram e (falharam) levar de volta as telas o Superman nostálgico de Richard Donner. Enquanto Superman Returns não teve retorno algum, por outro lado houve Batman Begins de Christopher Nolan, que conseguiu provar que os fãs de filmes de super-heróis ansiavam por algo mais moderno dos heróis da DC.

Em Homem de Aço, o personagem passa por muitas dores e complexidade. Ele é imaturo, inexperiente e sem lugar nesse mundo. O filme tem êxito em mostrar como Clark Kent, um ser imperfeito assim como o resto de nós, começa sua jornada para se tornar o ícone nobre que, eventualmente, passa a ser conhecido como Superman.

3 – Revela a complexidade do herói

Homem de Aço assume uma abordagem bem ousada ao, verdadeiramente, explorar o personagem por completo, tanto quanto um ícone, como uma figura de outro mundo (com direito a toda metáfora religiosa envolvida). Embora filmes como Superman I e II também exploram a dualidade do herói, o filme de Zack Snyder levou ao espectador tudo sobre o ele: desde sua infância em Kansas aos ensinamentos de valores.

Muitos espectadores, tanto os convencionais quanto os fãs, adoram gritar aos quatro cantos que o Superman em Homem de Aço é um assassino. No entanto, o que o filme faz ao explorar as lutas e inseguranças de Clark Kent é justamente traçar o caminho do herói, em uma direção rumo a visão heroica mais nobre do personagem.

4 – Inova sem reciclar

Diferente de seu antecessor, Homem de Aço mantem diversos mitos do herói, ao mesmo tempo em que acrescenta novos elementos a sua história que, inclusive, também foram baseados nos quadrinhos modernos do personagem. Essa decisão, fez com que a história do filme se tornasse atual. O curioso, talvez até mesmo engraçado, como o filme de Zack Snyder é altamente criticado por – supostamente, mudar o cânone, sendo que os próprios quadrinhos fazem isso constantemente. Essa é até uma forma deles, também, se manterem atuais com o desenvolvimento social.

5 – Ele configura o Universo Estendido DC

Foi a partir dele que todo o universo da DC Filmes começou a se unificar nos cinemas. O filme conseguiu se conectar aos outros de forma eficiente ao introduzir um universo de infinitas possibilidades.

Concorda com a lista? Você está do lado que acredita rigorosamente que Homem de Aço não seja um filme que represente o herói ou ele conseguiu fazer um bom trabalho ao trazer o personagem para os tempos modernos sem, necessariamente, perder seus ideais? De qualquer forma, não deixe de compartilhar sua opinião com a gente.

Fonte

Continue Lendo
Clique para Comentar

Mais em Variedades

Voltar ao Topo
default-poup