Siga-nos nas Redes Sociais

Tecnologia

Como fazer overclocking na placa de vídeo com o MSI Afterburner

O desempenho em jogos no computador está diretamente — e principalmente — atrelado à capacidade da placa de vídeo em processar os gráficos. Isso significa que quanto maior o poder de fogo do chip gráfico melhor será o resultado geral nos games.

Na teoria, a performance depende, além das características intrínsecas, do clock de operação da GPU. É um raciocínio simples: um clock maior garante que as operações sejam realizadas de forma acelerada, o que implica na execução de mais operações num dado espaço de tempo.

Normalmente, as placas de vídeo já trazem frequências máximas definidas de fábrica, as quais indicam o valor máximo para a operação segura do processador gráfico. Todavia, o overlocking (aumento do clock) pode garantir algum desempenho extra em determinadas situações.

Muita gente pensa que o overclocking do chip gráfico é uma tarefa complexa ou arriscada, mas a verdade é que o processo é mais simples e seguro do que as crenças populares. Você não precisa realizar nenhuma modificação física, alterar o firmware do produto ou usar códigos complexos com linhas de comando para incrementar a performance da placa de vídeo.

Há alguns aplicativos famosos com interfaces gráficas de fácil compreensão que possibilitam a realização do overclocking em poucos passos e sem grandes riscos à saúde dos componentes. Um dos programas mais utilizados para tal ação é o MSI Afterburner (faça o download através do botão abaixo), que é compatível com chips da NVIDIA e AMD, bem como funciona com placas de quaisquer marcas.

Hoje, vamos mostrar de forma resumida e simples como você pode realizar o overclocking na sua placa de vídeo e obter algum ganho de performance nos seus jogos. É claro que esta não é uma ação recomendada para toda e qualquer máquina, sendo que é importante ter consciência quanto às limitações dos componentes. Então, antes de seguir as dicas, leia as recomendações.

Atenção!

Primeiro, você precisa entender que o overclocking deve ser feito somente no incremento do clock, ou seja, não é recomendado (aliás, é até desaconselhável) alterar a tensão de operação (Core Voltage) do chip gráfico. Depois, você deve estar ciente de que este procedimento pode causar instabilidade na sua placa de vídeo, então realize as etapas com cautela.

Antes de começar o processo, ainda ressaltamos que você deve ter conhecimento básico sobre os dispositivos de seu computador, principalmente quanto à fonte de alimentação. Se a sua configuração atual já consome o máximo de energia que a sua fonte pode fornecer, então não é recomendado realizar um overclocking, pois isso pode resultar no superaquecimento da fonte.

O TecMundo não se responsabiliza por quaisquer danos à sua placa de vídeo ou a quaisquer outros componentes do seu computador. O processo de overclocking é uma alteração das características originais de fábrica do seu hardware, sendo que a operação foras dos padrões estabelecidos pela fabricante pode resultar em erros ou prejuízos inesperados.

Assim, ressaltamos que este tutorial serve apenas como informação sobre o software MSI Afterburner e você só deve seguir as sugestões aqui apresentadas se tiver total certeza de que sabe o que está fazendo. Caso você resolva seguir as etapas abaixo, reforçamos que você não deve alterar a tensão da GPU ou outros parâmetros que não sejam citados neste artigo.

Faça por sua conta e risco e boa sorte!

É hora do overclocking

O processo de overclocking é uma ação que força o chip gráfico a trabalhar além de suas capacidades originais. Para conseguir entregar maior performance, a placa de vídeo deverá consumir maior quantidade de energia, algo que possivelmente pode extrapolar o consumo previsto pela fabricante. Assim, o primeiro ajuste que você deve realizar é no Power Limit da placa de vídeo, para garantir que o overclocking será efetivo.

Vale notar que o Power Limit é ajustado em porcentagem. Para um primeiro teste (e também considerando a limitação da maioria das placas de vídeo), nós sugerimos aumentar o Power Limit em 10%, o que já deve garantir algum ganho significativo nos jogos. Basta clicar no número 0 (ao lado direito da barra), digitar 10 e pressionar Enter. Depois, clique no botão Aplicar (indicado pelo “V”) logo abaixo do “Fan Speed”.

A mudança do Power Limit não deve causar qualquer alteração na performance da placa de vídeo, nem mesmo no consumo, já que a modificação desse parâmetro apenas garante que o chip gráfico pode “puxar” mais energia da fonte de alimentação para casos de necessidade. Então, esta ação não deve causar qualquer instabilidade na sua máquina. Caso ocorra algum erro, recomendamos voltar ao padrão e, preferivelmente, evitar quaisquer ações futuras.

Agora sim, vamos ao overclocking. Para realizar esta alteração, você deve modificar a barra do parâmetro “Core Clock”. Normalmente, esse número estará configurado para a frequência de fábrica da sua placa de vídeo (em nosso exemplo, temos 940 MHz). Como uma medida de segurança, recomendamos fortemente que você efetue testes com incrementos sutis de apenas 10 MHz.

Após realizar um pequeno overclocking de 10 MHz, é recomendável realizar um teste com algum jogo para conferir se a performance está normal (talvez você não veja melhorias num acréscimo tão mínimo na frequência) e se não há problemas de instabilidade. Caso tudo funcione perfeitamente, você pode efetuar mais alguns ganhos no clock.

Atenção: caso a placa de vídeo apresente artefatos (pequenos pontos pretos ou coloridos aleatórios na imagem), o jogo congele ou você perceba outros problemas, recomendamos a reinicialização imediata da máquina (o MSI Afterburner não salvará essas opções como padrão, então sua placa de vídeo terá retornado ao estado original).

Alguns cuidados

Poucas placas de vídeo devem suportar um overclocking maior do que 10%, então não insista muito em levar a performance acima desses 10% adicionais. No caso da placa usada em nosso exemplo, o máximo que podemos subir na frequência, de forma segura, é algo em torno dos 94 MHz. Existem placas capazes de receber muita energia e dissipar o calor com tranquilidade, mas só é recomendável exagerar no overclocking se você domina bem essa arte.

Além da configuração do processador, o MSI Afterburner garante facilidade no overclocking da memória de vídeo. Em teoria, você pode mexer nesse parâmetro, mas não é recomendável fazê-lo, pois a memória costuma ser mais instável ao rodar com frequências maiores. Caso você resolva fazer regulagens neste clock, é adequado proceder de forma cautelosa, também com incrementos baixos.

Durante todos os procedimentos, é importante prestar atenção ao indicador de temperatura do MSI Afterburner (basta manter o programa aberto para conferir um histórico da temperatura e de outros dados de consumo). Uma simples alteração no Core Clock não deve resultar em um aumento drástico nas medições, mas, após realizar um teste, você poderá conferir se as temperaturas estão muito elevadas ou ainda dentro do aceitável.

A verificação da temperatura é uma das coisas mais importantes no overclocking, pois a estabilidade do procedimento está diretamente ligada à capacidade de refrigeração da placa de vídeo. Se você aumentar tanto o clock a ponto de o sistema de ventilação não conseguir manter o chip gráfico numa temperatura agradável, possivelmente o driver da placa pode apresentar erros ou mesmo o chip gráfico pode sofrer danos irreparáveis.

Vale notar que o overclocking da placa de vídeo não é um procedimento que vai impactar de forma abrupta na vida útil dos componentes. Efetuar uma juste de 10% na frequência não significa que sua placa de vídeo vai durar 10% a menos do que é previsto pela fabricante.

Boa sorte no seu overclocking e que os jogos comecem!

Fonte

Continue Lendo
Clique para Comentar

Mais em Tecnologia

Voltar ao Topo
default-poup