Siga-nos nas Redes Sociais

Saúde

Exercícios para quem tem ejaculação precoce

A definição de ejaculação precoce atualmente aceita pelos profissionais de saúde seria a seguinte: “incapacidade do homem de retardar a ejaculação que ocorre sempre ou quase sempre antes ou com menos de dois minutos de penetração e gera insatisfação para o casal”.

Lendo a definição, logo de início, percebe-se que este conceito “ejacular rápido” é relativo. Por isso, talvez esta seja uma das patologias onde a individualização da conduta seja mais importante! Sim, porque não existem regras quando estamos falando de satisfação sexual. Para uns, controlar a ejaculação durante 15 minutos é pouco, enquanto para outros o coito durante 4 minutos é absolutamente satisfatório.

Exercícios para prolongar a ereção

Normalmente sugerimos a medicação oral, a terapia psicológica de suporte e, principalmente nos casos de ejaculação precoce primária, onde não há experiência prévia de controle ejaculatório, a utilização dos exercícios direcionados ao conhecimento, controle e reforço da musculatura pélvica pode ser útil.

Os exercícios mais conhecidos são os que movimentam a musculatura do assoalho pélvico ou musculatura perineal. Trata-se de um conjunto de músculos que participam do controle da urina e das fezes.

Uma forma simples de exercitar esta área é tentar interromper o jato urinário durante a micção ou contrair o ânus repetidas vezes. O ideal, entretanto, é passar por uma fase com fisioterapia orientada por profissionais que geralmente recorrem a aparelhos que efetivamente comprovam se o músculo desejado está sendo estimulado pelo exercício.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE 😉

Tipos de ejaculação precoce

O tema (como todos que envolvem a sexualidade) é bem amplo e por isso, existem diferentes classificações para a ejaculação precoce.

  • Primária: quando desde o início da vida sexual o homem convive com impossibilidade de prolongar o coito
  • Secundária: Quando surge na vida do indivíduo que controlava bem
  • Situacional: No caso de só ocorrer em determinada situação, por exemplo, com uma parceira específica
  • Ejaculação precoce subjetiva: onde existe um tempo de controle acima do limite de dois minutos, mas o paciente tem muita insatisfação com a duração do coito.

O emprego de outras técnicas como exercícios perineais desempenha sempre um papel complementar à terapia básica e pode ser muito útil na medida em que reforça a percepção do indivíduo quanto às estruturas desta região.

Diagnóstico e tratamento personalizado para ejaculação precoce

A individualização do tratamento é a regra nestes casos e para isso a escolha do profissional que vai conduzir a terapia é fundamental.

O primeiro passo seria a confirmação do diagnóstico e a definição do tipo de ejaculação precoce. Nos casos de ejaculação precoce primária, onde o indivíduo nunca vivenciou o controle ejaculatório, alertar para o tempo necessário para o sucesso das medidas prescritas reduz a expectativa e aumenta a adesão ao tratamento.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE 😉

O ideal seria mostrar, através do uso de medicamentos e da terapia de suporte psicológico que existe possibilidade de prolongar o coito. Ou seja, fazer com que o homem na prática consiga mais tempo de penetração. Num segundo momento, oferecer medidas complementares como exercícios para musculatura perineal e técnicas de relaxamento.

Nos casos de ejaculação precoce secundária, o indivíduo já experimentou um período de controle da ejaculação. Nessa situação o tratamento começa tentando identificar o motivo, a causa que gerou a perda do controle.

O mais comum é se tratar de um estresse psicológico como: separação, desemprego, falecimento de ente querido, mas pode ocorrer como consequência de disfunção erétil. O homem que não consegue mais manter a ereção acaba ejaculando rápido para encerrar a relação e não passar vergonha.

Portanto, vale sempre uma boa e franca conversa com o médico especialista. Apesar de complexa, a ejaculação precoce sempre tem como ser tratada.

Técnicas de relaxamento

A ansiedade é a regra quando estamos lidando com ejaculadores rápidos, qualquer tipo de atividade que consiga gerar relaxamento é válida. Muitos profissionais recomendam, junto com a terapia básica, ioga, acupuntura, pilates, aulas de música, pintura e outras atividades que afastem o indivíduo da rotina e do estresse cotidianos. Todavia a ressalva é a mesma mencionada anteriormente: não como terapia única!

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE 😉

A justificativa para a eficácia das técnicas de relaxamento como medida complementar é o fato de reduzir a ansiedade e aumentar a autoconfiança do homem significa melhorar as chances dele obter um avanço no controle da ejaculação.

Dicas importantes para quem tem ejaculação precoce

  • A ansiedade está sempre presente mesmo que de maneira inconsciente. Por isso, a base do tratamento da ejaculação precoce está no apoio psicológico, medicação que age no cérebro onde ficam os núcleos de controle da ejaculação e medidas para reduzir a origem dos estímulos excitatórios no pênis
  • A ejaculação precoce não se trata apenas de uma questão de tempo, mas sim da ideia bem mais abrangente de ficar satisfeito se desempenho tem conseguido satisfazer a parceira. Logo, se a parceira tem dificuldade de atingir o orgasmo, o tempo de penetração para satisfazê-la necessariamente precisará ser maior, certo?
  • O ponto fundamental que ajuda a diferenciar quem tem verdadeiramente a doença conhecida como ejaculação precoce de quem deseja apenas prolongar seu prazer é o fato de que os portadores realmente não conseguem nenhum controle da ejaculação. Sequer percebem o momento ideal para tentar evitá-la. E isso se repete em praticamente todos os encontros sexuais
  • Não há condutas padronizadas que resolvam o problema de todos. Busque ajuda com um profissional experiente e com formação sólida. Fuja de locais como nomes sofisticados que se autopromovem como especializados na área de sexualidade, mas onde os profissionais escondem seus currículos.

Fonte

Continue Lendo
Clique para Comentar

Mais em Saúde

Voltar ao Topo
default-poup