Siga-nos nas Redes Sociais

Tecnologia

Pardia: como seriam comerciais de smartwatchs se fossem “honestos”?

“Honest Commercials”, ou “Comerciais Honestos”, em tradução livre, é uma série de vídeos do canal Cracked no YouTube que mostram como seriam os anúncios se as empresas resolvessem ser honestas sobre seus produtos. Ao menos, na visão dos criadores do canal.

Para muitos, vídeos como este fazem sucesso justamente porque mostram o lado “verdadeiro” dos produtos, com cinismo e “honestidade”. E agora, um dos vídeos recentes conta a verdade sobre smartwatches.

Neste episódio de “Honest Commercials”, vemos Jack Hunter retratar a imagem habitual de Roger Horton, um empresário que promove produtos de suas várias empresas. O vídeo fala do lado não muito agradável dos smartwatches que ele simplesmente (e muito apropriadamente) chamadas doodads – um termo em inglês que indica um gadget trivial, especialmente usado quando a pessoa não sabe ou não lembra o nome.

Nitidamente ironizando a Apple, o apresentador do vídeo fala sobre recurso de saúde, como o monitoramento dos seus passos, ritmo cardíaco, e muitas coisas coisas que “você nunca calculou antes, porque ninguém liga”. E já que ninguém se importa, “eu inventei vender esse tipo de coisa, e quando você investir nisso, sentirá essa necessidade”.

Essa é uma crítica “sutil” sobre a estratégia de “criar necessidades”, que muitas empresas adotam para projetar novos produtos.

Você pode realmente resumir tudo em um trecho brilhante:

Nós não podemos vender às pessoas nosso smartphone duas vezes, então nós decidimos construir um telefone não-telefone que todo mundo poderia usar e que precisamos que você diga a si mesmo que você precisa

É difícil argumentar com o cerne dessa crítica. Ao mesmo tempo que smartwatches foram retratados como a grande novidade, eles ainda precisam constantemente convencer os usuários de que há uma razão para existirem.

Confira o vídeo abaixo, em inglês. Se não domina o idioma, pode tentar a legenda automática.

E você, concorda com as críticas? Ou relógios inteligentes são de fato produtos importantes para o usuário?

Fonte

Continue Lendo
Clique para Comentar

Mais em Tecnologia

Voltar ao Topo
default-poup